Perguntas frequentes

Geral

O AQUA+ é um sistema voluntário de avaliação e classificação da eficiência hídrica de edifícios, criado pela ADENE para promover o uso eficiente da água. Para além de classificar o desempenho hídrico dos edifícios, o AQUA+ permite também orientar no sentido das boas práticas em projeto de novos edifícios ou em intervenções de reabilitação, potenciando a opção por equipamentos, sistemas e soluções que permitam um uso mais eficiente da água. Nos edifícios não residenciais, o AQUA+ constitui ainda um instrumento de apoio à gestão eficiente da água, através da implementação de um plano de ação para a eficiência hídrica e da verificação deste.

Atualmente, o AQUA+ aplica-se a edifícios residenciais, a empreendimentos hoteleiros, exceto parques de campismo e caravanismo, e a alojamentos locais, quer estejam em fase de projeto, de reabilitação, em uso ou fora de uso. No final de 2022, o AQUA+ ficará também disponível para edifícios de comércio e serviços.

Através de um processo simples e ágil de auditoria com base numa metodologia proprietária, desenvolvida pela ADENE em colaboração com entidades do sistema científico e tecnológico nacional. A avaliação incide sobre diversos aspetos que influenciam o consumo de água num edifício, como a utilização de fontes alternativas de água, os usos exteriores de água, a eficiência dos dispositivos e dos equipamentos de lavagem e os sistemas de produção e distribuição de água quente, entre outros. Os resultados são utilizados para emitir uma classificação da eficiência hídrica do edifício, onde é atribuída uma classe de desempenho entre e F (menos eficiente) a A+ (mais eficiente) e identificadas as oportunidades de melhoria de desempenho.

Basta consultar a lista de auditores e empresas AQUA+ reconhecidos, pedir propostas comerciais a uma ou mais dessas entidades e escolher a mais adequada para prestar o serviço. A ADENE não faz auditorias, focando a sua atividade na gestão do sistema (incluindo a verificação da qualidade e registo de Classificações AQUA+).

Auditores AQUA+, devidamente qualificados e reconhecidos pela ADENE. Estes técnicos podem atuar em nome individual ou através de empresas ou outras entidades, desde que reconhecidas para atuar no âmbito do sistema AQUA+ (desde que cumpram determinados requisitos) mas a emissão é sempre feita por um técnico Auditor AQUA+.

Resdidencial

Uma vez que a avaliação incide sobre a componente infraestrutural do edifício, a classificação é válida por um período de 10 anos. Pode, no entanto, ser atualizada em qualquer altura, na sequência de melhorias ou alterações que afetem o desempenho hídrico do imóvel.

As entidades com edifícios classificados AQUA+ estão elencadas na página Promotores AQUA+ e, em breve, poderá ver quais os edifícios que estas já tem classificados na página Imóveis Classificados AQUA+.

O valor da classificação AQUA+ varia de caso para caso e decorre da soma dos custos de:

  • Auditoria, obtidos em condições de mercado (melhor proposta) para a situação específica do edifício e pago diretamente à entidade auditora (técnico ou empresa).
  • Emissão da classificação no Portal AQUA+, pago à ADENE diretamente ou indiretamente através da entidade auditora. A emissão de uma classificação AQUA+ tem o valor de 80€ + IVA. Se quiser classificar várias frações num edifício ou empreendimento, o valor da emissão varia de acordo com o número de frações a classificar, de acordo com a tabela abaixo.
Nº de frações no mesmo edifício/empreendimentoCusto (a que acresce IVA)
6 a 20 frações480€
21 a 50 frações1.000€
51 a 100 frações1.600€
Mais de 100 frações

2.200€

 

O sistema reconhece Consultores AQUA+ que, ao estarem familiarizados com a metodologia AQUA+, podem (e devem) ser agentes ativos no processo de otimização da eficiência hídrica dos projetos da(s) entidade(s) em que atuam, fornecendo os dados necessários para a auditoria ao Auditor AQUA+.

Mediante pedido de reconhecimento junto da ADENE, evidenciando o cumprimento cumulativo dos seguintes requisitos de formação e experiência:

Formação académica:

  • Licenciatura ou mestrado nas áreas de engenharia ou arquitetura e frequência com sucesso da formação específica AQUA+ (teórica+prática).

Experiência profissional:

  • 3 (três) ou mais anos de experiência em projeto de sistemas prediais de distribuição de água e de águas residuais ou experiência em atividades de projeto, construção, eficiência hídrica ou auditoria hídrica, em edifícios de habitação, comprovada mediante avaliação curricular pela ADENE, ou
  • Qualificação como Perito Qualificado (PQ-I e/ou PQ-II) do SCE (Sistema de Certificação Energética de Edifícios).

Através de reconhecimento automático pela ADENE, após frequência do curso de formação específica AQUA+, e mediante evidência do cumprimento cumulativo dos seguintes requisitos de formação e experiência:

Formação académica:

  • Licenciatura ou mestrado nas áreas de engenharia ou arquitetura e frequência com sucesso da formação específica AQUA+ (componente teórica).

Experiência profissional:

  • Experiência em projeto de sistemas prediais de distribuição de água e de águas residuais, ou
  • Experiência em atividades de projeto, construção, eficiência hídrica ou auditoria hídrica, em edifícios de habitação, comprovada mediante avaliação curricular pela ADENE.

O curso de “Auditores e Consultores AQUA+ de Eficiência Hídrica em Edifícios Residenciais” proporciona a formação específica necessária para atuação no âmbito do sistema de avaliação e classificação AQUA+. A estrutura do curso envolve:

  • Componente teórica: duração de 12 horas, orientada para a aplicação da metodologia de auditoria e de classificação AQUA+ para Edifícios Residenciais, acompanhada de exercícios de avaliação de conhecimentos adquiridos.
  • Componente prática: duração de 4 horas, com acompanhamento de uma auditoria AQUA+ organizada e preparada pelo formando (em data à sua escolha, no prazo máximo de 6 meses ano após o dia teórico) sobre um caso angariado pelo próprio e do qual deverá resultar, após validação pela ADENE, a emissão do respetivo documento de classificação e do relatório de auditoria.

Esta formação é realizada exclusivamente pela Academia ADENE. Para conhecer o calendário de cursos previstos, o preço atualizado e demais condições, consulte academia.adene.pt.

O “Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis” visa apoiar soluções para a reabilitação dos edifícios residenciais com o objetivo de melhorar o seu desempenho energético e hídrico.

São abrangidas, entre outras, intervenções que visem melhorar a eficiência hídrica de moradias e apartamentos, como a:

  • Substituição de equipamentos por outros mais eficientes (ex. torneiras, chuveiros, autoclismos, fluxómetros, reguladores de caudal e outros produtos eficientes) que detenham certificação da ANQIP e classe de eficiência hídrica dos equipamentos igual ou superior a “A”;
  • Instalação de soluções que permitam a monitorização e controlo inteligente de consumos de água;
  • Instalação de sistemas de aproveitamento de águas pluviais. 

A taxa de comparticipação é de 85% a fundo perdido, para investimentos que podem ir até 7500€ por moradia ou apartamento. O apoio para a substituição de equipamentos de maior eficiência hídrica pode ir até 2450€.

As candidaturas decorrem entre o dia 22 de junho e 31 de março de 2022, ou até à data em que seja previsível esgotar a dotação prevista.

Hotéis

A Classificação AQUA+ Hotéis promove a melhoria do desempenho hídrico dos empreendimentos turísticos e alojamentos locais com base em ciclos de renovação trianuais com verificações intermédias. Para isso, são avaliadas as práticas adotadas e resultados alcançados nos 12 meses anteriores à auditoria, bem como da situação planeada para os 12 meses seguintes, sempre suportado por evidências documentais concretas. Como tal, a classificação tem validade de um ano, com obrigatoriedade de verificação intermédia anual e deve ser renovado trianualmente recorrendo a nova auditoria.

O valor da classificação AQUA+ decorre da soma dos custos de:

  • Auditoria, obtidos em condições de mercado (melhor proposta) para a situação específica do edifício e pago diretamente à entidade auditora (técnico ou empresa).
  • Emissão da classificação no Portal AQUA+, pago à ADENE diretamente ou indiretamente através da entidade auditora. O custo da emissão da 1ª classificação AQUA+ Hotéis, após auditoria de concessão, é diferente do custo de permanência do sistema e a emissão da classificação AQUA+ Hotéis varia em função da quantidade de unidades de alojamento (UA) do empreendimento turístico/alojamento local, de acordo com a tabela abaixo.

Nº de unidades de alojamento

Custo de concessão

(a que acresce IVA)

Custo de permanência no sistema

(a que acresce IVA)

10 UA ou menos

250€

100€

11 a 25 UA

450€

250€

26 a 50 UA

650€

350€

51 a 100 UA

750€

400€

Mais de 100 UA

950€

500€

O sistema reconhece Gestores AQUA+ Hotéis, que podem (e devem) ser agentes ativos no processo de Classificação AQUA+ Hotéis na(s) entidade(s) em que atuam, fornecendo os dados necessários para a auditoria ao Auditor AQUA+ Hotéis. Ao estarem familiarizados com a metodologia AQUA+, os Gestores podem ainda realizar as verificações anuais da classificação AQUA+ Hotéis e atuar no sentido de otimizar as práticas adotadas na gestão da eficiência hídrica do edifício, através da implementação do plano de eficiência hídrica.

Mediante pedido de reconhecimento junto da ADENE, evidenciando o cumprimento cumulativo dos seguintes requisitos de formação e experiência:

Formação académica:

  • Licenciatura ou mestrado nas áreas de engenharia ou arquitetura e frequência com sucesso da formação específica AQUA+ (teórica + prática).

 

Experiência profissional:

  • 3 (três) ou mais anos de experiência em projeto de sistemas prediais de distribuição de água e de águas residuais ou experiência em atividades de projeto, construção, eficiência hídrica ou auditoria hídrica, em empreendimentos turísticos, comprovada mediante avaliação curricular pela ADENE, ou
  • Qualificação como Perito Qualificado (PQ-I e/ou PQ-II) do SCE (Sistema de Certificação Energética de Edifícios).

Através de reconhecimento automático pela ADENE, após frequência do curso de formação específica AQUA+, e mediante evidência do cumprimento cumulativo dos seguintes requisitos de formação e experiência:

Formação académica:

  • 12º ano ou equivalente (ou, em alternativa, três (3) anos de experiência em gestão operacional de recursos em empreendimentos hoteleiros e/ou alojamentos locais) e frequência com sucesso da componente teórica da formação específica AQUA+ (componente teórica).

Experiência profissional:

  • Experiência em projeto de sistemas prediais de distribuição de água e de águas residuais, ou
  • 3 (três) ou mais anos de experiência na gestão de recursos de empreendimentos hoteleiros e/ou alojamentos locais, ou
  • Experiência em atividades de projeto, construção, eficiência hídrica ou auditoria hídrica, em empreendimentos turísticos, comprovada mediante avaliação curricular pela ADENE.

O curso de “Gestores e Auditores AQUA+ Hotéis” proporciona a formação específica necessária para atuação no âmbito do sistema de avaliação e classificação AQUA+ Hotéis. A estrutura do curso envolve:

  • Componente teórica: duração de 16 horas, orientada para a aplicação da metodologia de auditoria e de classificação AQUA+ Hotéis, acompanhada de exercícios de avaliação de conhecimentos adquiridos.

  • Componente prática: duração de um dia, com acompanhamento de uma auditoria AQUA+ organizada e preparada pelo formando (em data à sua escolha, no prazo máximo de 6 meses ano após o dia teórico) sobre um caso angariado pelo próprio e do qual deverá resultar, após validação pela ADENE, a emissão do respetivo documento de classificação e do relatório de auditoria.

  • Esta formação é realizada exclusivamente pela Academia ADENE. Para conhecer o calendário de cursos previstos, o preço atualizado e demais condições, consulte academia.adene.pt.

Ainda tem dúvidas?